terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Quem sou eu?

Eu ando buscando algo agradável para começar o ano por aqui... E não tem sido fácil. Acho que isso se deve ao caso de ter pendências com 2010, meu semestre na faculdade não acabou e isso me prende e me atrasa.

Mas, resolvi pedir a algumas pessoas que me ajudasse a fazer esse post, que me chamou a atenção há muito tempo no blog da Luiza. Acho esse modelo de post fascinante, porque ele é dinâmico e diferente.
Diferentemente do post da Lulu, eu não indagarei sobre o amor. Tratarei do assunto central desse blog: Eu.

A Wikipédia não tinha resposta, então resolvi perguntar pra quem me conhece e eles responderam:

Laurinha diz: Uma das pessoas mais verdadeiras que já conheci. Sabe mais do que ninguém o quanto te amo e o quanto é especial pra mim. É uma pessoa que transmite paz e alegria pra todos que a rodeiam. É A MINHA ESPEACIAL! Sabe que pode contar comigo a qualquer hora! Te amo Jess :*

Luana Luly diz: Acho que é uma pessoa de conteúdo e simpatia! E muito tranquila, anda numa paz... 

Nara diz: Bem, minha amiga Jéssica, conheço-a desde a minha infância, uma pessoa muito especial para mim e que se tornou ainda mais (e se torna ainda mais ;D). Gosto do jeito decidida e opinativa que ela tem, sabe se expressar e expor muito bem suas ideias, é companheira, conselheira, divertida, enfim o melhor de tudo é que ela é minha Amiga Pimpona e é lindona também!

Erisson diz: Menina simpática e carinhosa, do sorriso meigo que é super companheira e sonhadora, que luta pelos seus ideais sem passar por cima de ninguém.

Andressa Lopes diz: Jéssica Maria daria pra se descrever como felicidade! Além de ser a transmissora particular da senhora felicidade, promove felicidades nos que a rodeiam. Simples, honesta, humilde, meiga, linda, simpática. Me faltam palavras pra descrever o quão você é especial e querida. Seu jeito conquista a todos, e é difícil encontrar alguém que não concorde com minhas palavras. Enfim, você é uma pessoa maravilhosa.

Ívenna diz: A menina dos cachinhos pretos, meiga, tem coragem de falar na aula de filosofia...

Adriano diz: Garota, mulher, meiga, twiteira, antenada, descolada, feliz, responsável.

Dudu diz: Tu é a garota chata mais contraditoria e doce que conheço.

Lêeh(ticia) diz: Uma das pessoas mais carinhosas que eu já conheci! A que tem o nome bonito. É sincera. É a minha Jéssica Maria. Tem um jeitinho simples.

Priscyla diz: A pessoa mais abusada que eu conheço. Mas apesar do abuso consegue também ser a mais encantadora, consegue ser amiga e fazer parte, de jeitos diferentes, de vários núcleos, sem perder a essência de “Jéssica”.

DieGuinho diz: Intensidade! Emoção! Carinho. Tu és a própria intensidade. Quer viver tudo muito intenso, com um olhar dócil e temeroso, que acalenta qualquer um, desde os mais robustos aos mais fracos, que não teme falar o que pensa, que o coração possui prioridade em sua vida (bem, assim que acho). São várias pessoas em uma única: confiante/desconfiante, rude/carinhosa, falante/silenciosa, é a garota-dúbia - vejo sentimentos opostos ocupando uma única criatura. Talvez isso constitua uma qualidade, talvez seja isso que faça a Jéssica ser tão querida... Sempre possui um abraço de acalanto na hora que se precisa, a voz que se precisa ouvir, o sorriso que se precisa contemplar. Os defeitos também constituem a pessoa tal como somos. A pessoa que nos tornamos. Vê defeitos na Jéssica não é uma tarefa tão fácil, não significa que não os tenha, mas eles se misturam nas qualidades e as virtudes nos vícios tornando-se uma Jéssica diferente de tantas outras. A Jéssica que quer quebrar paradigmas, regras, status, que põe ideias em nossos pensamentos, fazendo-nos refletir sobre nós mesmos. A Jéssica eu poderia resumir, como se isso for possível, em a Intensidade do Amor.

(per)seguidores

No Google+