quarta-feira, 12 de maio de 2010

Le Fabuleux Destin d'Amélie Poulain

(contém spoilers)

No dia do Cine Solteironas, ganhei um filme que disseram que eu iria querer assistir muitas e muitas vezes, o filme favorito de algumas das minhas amigas.

O Fabuloso Destino de Amélie Poulain é uma obra impressionante. Pode ser considerado como um filme diferente da grande maioria que existe por aí. O filme é dirigido por Jean-Pierre Jeunet (Alien - A Ressurreição e Eterno Amor) e já recebeu vários prêmios. Foi produzido na França, conta a história de Amélie desde a sua infância, que não foi das melhores. Ela viveu praticamente isolada das pessoas e seu pai, que era médico, nunca se aproximou de verdade para dar-lhe amor e carinho, só se aproximava quando precisava fazer exames nela. Ele achava que Amélie possuía uma anomalia no coração, pois este batia muito rápido durante os exames mensais, mas na verdade Amélie ficava nervosa com este raro contato físico com o pai. Além disso, seu peixinho de estimação tinha crises e tentara o suicídio várias vezes. E para completar, sua mãe teve uma morte trágica e muito esquisita.

A menina então crescera isolada de outras pessoas e sem amigos para brincar ou se divertir. Agora jovem, trabalha como garçonete e mora em um simples apartamento em Paris. Certo dia encontra uma caixa pessoal, de um antigo morador, em seu apartamento, então ela decide encontrar o dono da caixa e, por muita sorte, consegue devolver-lhe seu bem precioso. 

Encantada e ao mesmo tempo comovida com a felicidade do homem, Amélie descobre um novo sentido para sua vida e passa agora a fazer o bem ajudando a todos de todas as formas. Mas, também acaba por descobrir que ainda lhe falta algo que a impede de se sentir feliz ou realizada: um grande amor. Em uma destas pequenas-grandes ações, ela encontra um homem por quem se apaixona à primeira vista. E então seu destino muda para sempre…

Amélie traz descobertas, romance, jeito frágil e atitudes expressivas. Amélie é doce, mas vingativa. Vive em um mundo lúdico, onde transforma um dia-a-dia entediante em uma grande aventura a vida de todos ao seu redor. O fabuloso mundo de Amélie Poulain é um mundo comum. A mágica está na personagem.


Após ver o filme, me perguntei o que existe neste filme tão sutil e inexato... Talvez a personagem seja a brisa fresca que esperamos a vida inteira, o sopro que nunca chega, sempre adiado e no final permanece desconhecido. Amélie realiza as nossas mais simples vontades: sair passeando pelas cidades, ruas e avenidas; amar e ser amada.

O filme enfatiza principalmente o carinho entre os seres humanos, ou a falta dele, e a importância de enxergar e praticar as pequenas coisas. O que faz a diferença no roteiro é a mistura entre fantasia e realidade. A cabeça de Amélie é um mundo de sonhos, às vezes, porém, com seus momentos racionais, e isso causa uma identificação do público com a personagem. Afinal, difícil é quem não tenha seus conflitos entre razão e emoção.

Confesso que não foi tudo o que eu esperava, devido a expectativa que minhas amigas me fizeram criar. Nós temos uma mania de esperar mais, ou muito quando as pessoas elogiam demais, não sei com vocês, mas é assim comigo. Não criem expectativas, mas vejam o filme, é diferente de tudo que você já assistiu. =D

(per)seguidores

No Google+