sexta-feira, 13 de agosto de 2010

é tão forte quanto o vento quando sopra...podes crer, eu tô falando de amizade ♫, saca?

De um bom tempo pra cá, tenho me torturado para escrever coisas decentes aqui, coisas que me empolgassem, mas tem sido bastante difícil. Ontem aconteceu uma coisa, que me deu uma luz: os posts que mais gosto são os que conto situações diárias, que por mais simples, tolas, tristes que sejam, despertaram algo maior em mim quando aconteceram. No inicio do blog, eu citei algumas situações que dividi com meus amigos. Por mais que tenham sido situações triviais elas foram importantes pra mim. 

Estava eu, no MSN, quando deveria estar fazendo um trabalho que já estava atrasado, e fica online um amigo meu. Desde pequeno ele sempre foi o melhor aluno da sala, chorava quando tirava nove, mas ao chegar ao ensino médio ficou de recuperação logo no meio do ano! Nossa história é engraçada. Por puro interesse ele quis ser meu amiguinho no colégio. Eu fazia parte de um trio de nerds, quem vê pensa e ele resolveu se chegar pelas beiradas, foi puxando assuntos aleatórios e quando notamos, tínhamos acolhido ele.

Desde então, só crescemos juntos. Aumentamos o grupo, resolvemos problemas internos e caminhamos, sempre em frente, carregando nossas ideologias, sonhos e projetos, tanto os individuais quanto os coletivos.
Isso de ver a pessoa todo dia tem seu lado bom, isso mesmo, detesto essa rotina da vida, você conhece a pessoa de cabo a rabo, sabe quando ela ta pra papo, sabe quando ela ta um saco, sabe quando ela tá armando planinhos... É assim com a gente, ele diz que eu sou a pessoa mais inconstante e previsível que ele conhece e eu gosto disso.
Aqui não cabe contar nossas mil e uma histórias, nossas discussões por “Minha Geração É Uma Vergonha”; gostar de um jeito que não é pra gostar; tratar assim quando tem que tratar assado; quem é a cabeça, o cérebro ou o coração da nossa sociedade.
Aqui só cabe uma coisa: nossas crises existenciais. 

As minhas crises são como uma descarga elétrica, onde todo mundo que ta perto de mim leva um choque e só permanece quem, por amor, aguenta ficar ao meu lado e levar outra descarga, sem aviso prévio. Acredito que ele seja umas dessas pessoas que gostam de ser pegues de surpresa com uma energia descarregada.
Na noite passada ele estava com uma coisa que perturbou a cabeça dele desde domingo (mais detalhes aqui). Estava em crise "PFana" como diríamos, e ele só precisava desabafar.
Como eu estava lá, online na hora certa, deu tudo certo, ele conseguiu enxergar o verdadeiro tesouro e ainda teve a gentileza de me incluir nele. 

Tá de parabéns, por ser tão P.S.B.A.F, se não, não teria a mínima graça. Obrigada por tudo, por cada olho aberto, por cada respeito ao meu espaço, por cada briga inútil, por cada loucura elaborada, por cada sequestro falho e principalmente por todo o amor devotado. Eu te amo, sem mais .

"O que é, meu irmão eu sei o que te agrada e o que te dói. É preciso estar tranquilo pra se olhar dentro do espelho... seja você quem for, eu te conheço muito bem. E isso faz bem pra mim, isso faz bem pra vida!
Onde quer que vá eu vou estar também..."

Eu gosto de escrever sobre os meus amigos, eles dizem quem eu sou.
Eu tenho um pouquinho deles e eles têm um pouquinho de mim.
Se você é meu amigo e, tem um pouco de mim em você ou plantou uma sementinha sua em mim, mas não tem um post sobre você, lembre-se isso aqui não diz porra nenhuma!
É só um blog que trata de assuntos particulares de maneira aberta. Aqui se encontra meus gostos e desgostos, meus sonhos e pesadelos.
Quer saber, se você é mesmo meu amigo, não precisa de explicações, Rá!

(per)seguidores

No Google+