domingo, 31 de janeiro de 2010

Crepúsculo, Edward, Cullens & cia.


Um dia desses eu estava ao telefone com uma amiga e, embaladas na conversa, o assunto surgiu: Twilight - Crepúsculo. Contei a ela que tinha lido o livro em dois dias e tinha ficado encantada com os Cullens e com uma história da Stephenie Meyer. Ela disse que ficou curiosa, quando me ligou depois do Natal e eu estava lendo, então resolveu comprar. E quando acabou não conseguiu deixar de ler, comprou Lua Nova e Eclipse, já leu os dois e está lendo Amanhecer pela internet. Eu fiquei super animada e muito puta com ela, como é que ela tem os livros não me empresta, nem me diz nada? #amigadaonça

Ela disse que vai me emprestar, mas nossa, eu foi tão divertido ficar delirando com ela, pensando no Edward, na história, ela me contando como ela foi "mordida"... Adorei, adorei mesmo!

Pra quem não entende o que esse livro tem demais:
Bella Swan decide mudar-se para uma chuvosa cidade de Forks, Washington, Para viver com seu pai, Charlie, o chefe da polícia local. Segundo ela, a sua mãe (Renée) sentia-se triste por não poder acompanhar o seu novo marido (Phil Dwyer) aos jogos de baseball, pois este é um jogador da segunda divisão e, então, Bella decide mudar-se para dar mais espaço ao casal.
A chegada de Bella Forks desperta uma imensa curiosidade em toda a gente. Esta é uma cidade pacata, onde todos se conhecem e por isso, uma sua vinda era bastante aguardada.
Bella depressa descobre como seria monótona e entediante a sua vida em Forks, caso Edward Cullen, o que rapaz misterioso se senta a seu lado na aula de Biologia, não lhe despertasse tanta curiosidade e servisse de escape à sua rotina diária. No primeiro dia que ela o vê, Edward aparenta sentir repulsa por ela, chegando mesmo a tentar mudar os seus horários para evitá-la.
No entanto, quando uma van fora de controle está prestes a Bella atropelar no estacionamento, Edward salva-a do perigo sobrenaturalmente, como é percebido pela jovem, que assinala que ele estava muito distante de si para poder puxa-la da trajetória do veículo e que, uma mossa deixada sem embate após o automóvel, era em tudo semelhante à estrutura dos ombros do rapaz.
Ela acaba descobrindo por seu amigo Jacob que Edward e a sua família (os Cullen) São vampiros vegetarianos, ou seja, que não se alimentam de sangue humano.
Apesar da natureza da família Cullen, Bella e Edward se apaixonam e conseguem se manter juntos durante algum tempo. A sua relação aparentemente perfeita só é, no entanto, lançada ao desespero quando James (um vampiro rastreador) pousa os seus olhos em Bella.
Edward, junto com os outros membros da família Cullen, porém consegue resgatá-la, antes que James consiga pôr termo à sua vida.

O livro é 1000000 de vezes melhor que o filme, não tem nem comparação!


Assim, eu assumo que quando o filme foi lançado, eu quis assistir, com o Robert Pattinson, que fez o Cedrico em Harry Potter e o Cálice de Fogo, mas foi só. Depois que virou "modinha" eu desisti, detesto coisas que todo mundo gosta. Mas, no Natal, ganhei Crepúsculo de presente. De início, reclamei, como sempre. Disse que ninguém entende meus momentos. Quando eu tinha tudo do NxZero colado no meu quarto, músicas espalhadas pela parede - sim eu fiz isso - me deram um CD da Pitty. Quando eu me curei do Nx e escutava Vanessa da Mata, me dera um CD de quem? NxZero. E agora, um livro do Crepúsculo, mas diferentemente do que eu pensava - e como aconteceu com o CD da Pitty - eu gostei muito!

Acho que li em dois dias, a história é uma das coisas mais bem contadas pra adolescente que já li.
Quando a vida lhe oferece um sonho muito além de todas as suas expectativas, é irracional se lamentar quando isso chega ao fim.
"Venha me beijar, Meu doce vampiro... ♪".

(per)seguidores

No Google+